O Marcador do Paintball - Mega Play Paintball
Fale Conosco pelo WhatsApp

NOTÍCIAS

megaplay blog 20190920

21

set, 2019

O Marcador do Paintball

TAGS: , , , | COMENTÁRIOS: 0

Há muitos nomes dados para o Marcador do Paintball.

O dispositivo usado para disparar as bolinhas de tinta é chamado por uns de arma, por outros de rifle, mas o correto é chamá-lo de marcador.

Se lembrarmos o post que fizemos sobre a criação do jogo (relembre lendo aqui) saberemos exatamente o porquê deste nome.

Mas será que todos conhecem como funcionam os marcadores?

Os marcadores são compostos por, basicamente, 5 partes:

  • O carregador – parte do equipamento onde toda a sua munição de bolinhas de tinta fica armazenada.
  • Reservatório de gás – os marcadores usam ar comprimido ou gás (em geral gás carbônico – CO2) para disparar as bolinhas. Nas armas de chumbinho, com um exemplo, a cada tiro a pessoa precisa puxar o cano do rifle para baixo e depois levá-lo novamente para a posição de tiro. Este movimento aciona um pistão que comprime uma quantidade de ar no corpo do equipamento que será usado para dar um tiro. No paintball isso não seria prático pois existem momentos no jogo no qual você precisa dar muitos tiros em sequência, de forma ágil – assim um reservatório de gás suficiente para dar muitos tiros fica acoplado na parte de baixo do marcador.
  • Corpo – parte do marcador que contém todos os caminhos (da bolinha e do ar) fazendo que quando se aperte o gatilho, somente uma bolinha seja lançada usando o mínimo necessário de ar comprimido. Em alguns marcadores mais modernos, há inclusive uma parte eletrônica do equipamento para controle dos disparos.
  • Gatilho – como o próprio nome já sugere, o mecanismo que dispara o processo do tiro.
  • Cano – parte onde direciona a bolinha ao alvo. Não parece, mas é uma parte delicada do equipamento, pois se este dobrar um pouco o tiro jamais sairá reto.

O processo de tiro é relativamente simples. Quando se inicia, uma bolinha desce através de um tubo vinda do carregador e posiciona-se no início do cano que está preso ao corpo do equipamento. Neste momento o marcador está pronto para lançar a bolinha. Para que isto aconteça, o jogador aperta o gatinho que aciona uma pequena válvula que libera, de uma vez só e de forma muito rápida, uma pequena quantidade de ar ou gás pressurizada vinda do reservatório que, por causa da pressão, quer escapar. A única forma de escapar é empurrando a bolinha através do cano até o seu final. Agora só falta você ter pontaria e marcar um adversário!

Simples, não acha? Pensando assim poderíamos até dizer que o marcador nada mais é do que uma zarabatana(*) muito avançada e super tecnológica. Uma zarabatana que não foi construída para machucar, só para diversão. Também é importante salientar que os marcadores não têm qualquer parte que tenha ou produza ignição e não há também pólvora.

Gostou desta descrição? Tem mais informações a acrescentar, quer ajudar com mais informações ou corrigir alguma coisa? Entre em contato conosco nos comentários abaixo. Qualquer interação é superbem vinda!

(*) A zarabatana (originária da palavra árabe zarabatan) é uma arma que consiste num tubo originalmente de madeira (caule oco), e hoje de metal ou plástico, pelo qual são soprados pequenos dardos, setas ou projéteis. Fonte: Wikipedia

O Marcador do Paintball
Avalie este post!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

MENU